O presente livro apresenta a Tributação Ambiental como instrumento de intervenção estatal tributária nas relações econômicas, sociais, culturais, políticas, jurídicas e ambientais, no intuito de estimular a prática de condutas ambientalmente salutares e, ao mesmo tempo, inibir as que se revelam mais gravosas à Natureza e à manutenção do seu equilíbrio ecológico...
Editora: Editora Thoth
Categorias: Direito Tributário

Tags:

#Direito ambiental, #Direito Tributário, #Meio Ambiente

Autores:

Comentários
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!
Avaliações
  • Este arquivo ainda não possui nenhuma avaliação... seja o primeiro a avaliar!

ISBN: 978-65-5959-111-4

IDIOMA: Português

NÚMERO DE PÁGINAS: 296

NÚMERO DA EDIÇÃO:

DATA DE PUBLICAÇÃO: Agosto/2021

O presente livro apresenta a Tributação Ambiental como instrumento de intervenção estatal tributária nas relações econômicas, sociais, culturais, políticas, jurídicas e ambientais, no intuito de estimular a prática de condutas ambientalmente salutares e, ao mesmo tempo, inibir as que se revelam mais gravosas à Natureza e à manutenção do seu equilíbrio ecológico. Abordam-se, para tanto, as experiências nacional e estrangeira referentes à utilização das diversas espécies tributárias como veículos de Política Fiscal Ambiental na busca pela realização de ambientes saudáveis e aptos a oferecer qualidade de vida às populações. Aborda a obra, em especial, a função extrafiscal socioambiental dos impostos imobiliários brasileiros – o IPTU e o ITR – demonstrando os seus respectivos potenciais de incentivos e coerções fiscais de desenvolvimento da consciência ecológica para que haja o devido cumprimento da função socioambiental da propriedade.
SOBRE O AUTOR

AGRADECIMENTOS

PREFÁCIO

LISTA DE SIGLAS



INTRODUÇÃO



CAPÍTULO 1

MEIO AMBIENTE, CONSCIÊNCIA ECOLÓGICA E PROTEÇÃO AMBIENTAL

1.1 Meio ambiente: considerações gerais e natureza jurídica

1.2 Consciência ecológica: aspectos históricos, filosóficos e jurídicos

1.3 Proteção ambiental: princípios orientadores

1.3.1 Princípio do mínimo existencial ecológico

1.3.2 Princípio da vedação ao retrocesso ecológico

1.3.3 Princípio do progresso ecológico

1.3.4 Princípio do desenvolvimento sustentável

1.3.5 Princípio do consumo sustentável

1.3.6 Princípio da solidariedade

1.3.7 Princípio do poluidor-pagador

1.3.8 Princípio do usuário-pagador

1.3.9 Princípio do protetor-recebedor

1.3.10 Princípio da prevenção

1.3.11 Princípio da precaução

1.3.12 Princípio da cooperação

1.3.13 Princípio da participação

1.3.14 Princípio da informação

1.3.15 Princípio da educação ambiental



CAPÍTULO 2

FUNÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA PROPRIEDADE

2.1 Propriedade: origem, fundamentos e natureza jurídica

2.2 Função Socioambiental Da Propriedade

2.2.1 Socialidade e função social dos direitos subjetivos

2.2.2 Funções da propriedade: social e socioambiental

2.2.3 Função socioambiental da propriedade urbana

2.2.4 Função socioambiental da propriedade rural



CAPÍTULO 3

TRIBUTAÇÃO ECOLÓGICA PATRIMONIAL

3.1 Tributo

3.1.1 Origens históricas e fundamentos jusfilosóficos

3.1.2 Conceito

3.1.3 Espécies tributárias e natureza jurídica dos tributos

3.2 Funções tributárias: fiscal, extrafiscal e parafiscal

3.3 Tributação ecológica

3.3.1 Considerações gerais

3.3.2 Tributação ecológica nas experiências estrangeiras

3.3.2.1 França

3.3.2.2 Holanda

3.3.2.3 Bélgica

3.3.2.4 Noruega

3.3.2.5 Finlândia

3.3.2.6 Suécia

3.3.2.7 Dinamarca

3.3.2.8 Alemanha

3.3.2.9 Suíça

3.3.2.10 Portugal

3.3.2.11 Espanha

3.3.2.12 Itália

3.3.2.13 Reino Unido

3.3.2.14 Estados Unidos da América

3.3.2.15 China

3.3.3 Tributação ecológica na experiência nacional

3.3.3.1 Taxas

3.3.3.2 Contribuição de melhoria

3.3.3.3 CIDE

3.3.3.4 GILRAT

3.3.3.5 COSIP

3.3.3.6 PIS/COFINS

3.3.3.7 Empréstimos compulsórios

3.3.3.8 Impostos

3.4 Reforma ambiental tributária brasileira



CAPÍTULO 4

EXTRAFISCALIDADE AMBIENTAL DOS IMPOSTOS IMOBILIÁRIOS

4.1 Imposto predial e territorial urbano

4.1.1 Aspectos históricos, características e natureza jurídica

4.1.2 Regra matriz de incidência

4.1.2.1 Critério material

4.1.2.2 Critério espacial

4.1.2.3 Critério temporal

4.1.2.4 Critério pessoal

4.1.2.5 Critério quantitativo

4.1.3 Extrafiscalidade ambiental do IPTU

4.1.3.1 IPTU e política ambiental urbana

4.1.3.2 IPTU progressivo no tempo

4.1.3.3 IPTU verde

4.1.3.4 IPTU e tutela do meio ambiente cultural

4.2 Imposto territorial rural

4.2.1 Aspectos históricos, características e natureza jurídica

4.2.2 Regra matriz de incidência

4.2.2.1 Critério material

4.2.2.2 Critério espacial

4.2.2.3 Critério temporal

4.2.2.4 Critério pessoal

4.2.2.5 Critério quantitativo

4.2.3 Extrafiscalidade ambiental do ITR

4.2.3.1 Considerações gerais

4.2.3.2 Políticas agroambientais

4.2.3.3 Imunidades e isenções agrofundiárias

4.2.3.4 Incentivos fiscais ecológicos

4.2.3.5 Produtividade agrária e proteção ambiental



CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS
  • Este arquivo ainda não possui nenhum comentário... seja o primeiro a comentar!

Você também pode gostar:

PREÇOS DE TRANSFERÊNCIA ARM'S LENGHT, IGUALDADE TRIBUTÁRIA E CAPACIDADE CONTRIBUTIVA - REGRAS BRASIL E OCDE R$ 136,00
CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ANOTADO . R$ 49,00
CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL ANOTADO . R$ 56,00
TRIBUTOS MUNDIAIS O PODER SUPRANACIONAL DE TRIBUTAÇÃO R$ 35,00
HERMENÊUTICA TRIBUTÁRIA À LUZ DO CONSTRUCTIVISMO LÓGICO-SEMÂNTICO ABORDAGEM ANALÍTICA DAS REGRAS DE VIGÊNCIA, APLICAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DA LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA R$ 54,60
TRIBUTAÇÃO ECOLÓGICA PATRIMONIAL A EXTRAFISCALIDADE AMBIENTAL DOS IMPOSTOS IMOBILIÁRIOS BRASILEIROS R$ 55,00
DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS DA JUSTIÇA FISCAL simplificação da política tributária e emergência orçamentária R$ 64,68
CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL, 55 ANOS, REFLEXÕES E DESAFIOS . R$ 72,00